Eureka! Uma Viagem pelos Reclamos Luminosos

 

No momento em que Arquimedes disse Eureka acendeu-se literalmente uma luz no topo da sua cabeça a anunciar ao mundo todo exactamente isso: que teve uma ideia luminosa (actualmente conhecida pelo anglicismo insight)! Ninguém viu a sua génese porque o nosso amigo grego estava na banheira, no entanto como começou a correr nu pela rua a gritar Eureka depressa espalhou a sua mensagem.
Ok, literalmente é capaz de ser uma palavra demasiado forte. Toda a gente sabe que não nasceu uma lâmpada ou um reclamo luminoso na cabeça do matemático… mas mesmo assim a nossa imaginação luminosa é satisfeita quase sempre que a situação é representada visualmente.
Partimos daqui para a nossa viagem pelos reclamos luminosos, desde o momento Eureka ao momento de correr nu pela cidade e mostrar a toda a gente!

1
Design


Design Reclamos Luminosos

 

Existe um negócio, uma ideia de produto, um insight inspirador. Como não existe a materialização imediata dessa ideia no topo da nossa cabeça, entrega-mo-la a profissionais que a consigam concretizar bem – os nossos amigos amantes de fontes e sensíveis às cores: os Designers!
Mas claro que o belo para além de atractivo tem que ser exequível. Os logótipos e as letras não podem flutuar no ar, têm que ser fixados em algum lado; a iluminação, neste caso, não vem só da inspiração, tem que estar ligada à corrente eléctrica; e os materiais são muitos mas nem por isso infinitos e sempre possíveis. É necessária uma certa engenharia para o seu Eureka ser compreensível e atractivo.

 

2
Produção


Produção Reclamos Luminosos

 

Depois de tudo pronto e planeado passa-se à produção. Corte e quinagem de tantos materiais: alumínio, acrílico, pvc, vinil… Tal como referido antes, as opções são mesmo muitas, e todos os materiais têm que ser conjugados de forma lógica, funcional e atractiva. Nesta fase não há margem para erros, por vezes um milímetro pode levar à repetição de um processo longo e a custos de materiais. Apesar de ser a fase mais técnica dentro do processo de iluminar o seu negócio, é também das mais entusiasmantes porque e quando os reclamos luminosos começam a ganhar uma forma palpável.

 

3
Acabamentos


Acabamentos Reclamos Luminosos

 

A forma já existe e portanto corrigem-se imperfeições, alisam-se soldaduras e começa-se a dar a cor. Desde aplicação de acrílico já com cor própria, a colocação de vinil e lacagem de alumínios a sua ideia começa a ganhar luz natural. Já pode ver a versão diurna do seu reclamo. Voltando ao paralelismo com Arquimedes, estamos na fase em que o grego começou a sair da banheira.

 

4
Iluminação


Iluminação Reclamos Luminosos

 

Esta fase não é trabalhada isoladamente das duas anteriores. A iluminação é um processo, que depois de planeado na fase de design, é trabalhada na produção e nos acabamentos. Também aqui as hipóteses são muitas: o retro-vistoso néon, a intermitente fosforescente, e os modernos e poupados LED’s. A aplicação pode ser feita atrás ou no interior da letra ou logótipo, numa caixa de luz ou com fontes de luz focalizadas. Testa-se a versão nocturna do seu reclamo luminoso e está pronto a ir para o sítio. Nesta fase Arquimedes já estava a sair pela porta.

 

5
Colocação


Colocação Reclamos Luminosos

 

Também para esta fase é preciso ter em atenção a planificação inicial. Os reclamos luminosos podem ser muito grandes e como tal terem de ser divididos em módulos transportáveis em veículos acessíveis. O mesmo se aplica à sua colocação, por vezes basta um escadote, noutras é necessária uma plataforma elevatória, noutros casos ainda é mesmo preciso uma grua. Desde plataformas aparafusadas, a colas especiais para edifícios envidraçados, convém sempre escolher a opção mais segura. E nunca esquecer que se o reclamo é luminoso tem que estar ligado a uma fonte de energia… de preferência de forma estética e dissimulada.

 

É altura de correr nu pela rua a gritar Eureka! … sem ser literalmente de preferência. Mostre o seu negócio, a sua ideia, o seu produto a quem passa na rua! 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

  • Categorias

  • Arquivo

    • 69.977 Visitas